Faixa publicitária
Localização: HOME LENDAS ARTIGOS DIVERSOS Dupla Homenagem

Dupla Homenagem

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
Avaliação: / 8
FracoBom 

altRecentemente tomei conhecimento  do desaparecimento precoce de  duas personalidades ligadas ao Basquetebol. Com ambos tive a possibilidade de  trabalhar e conviver em diferentes  períodos da minha vida.

Por ambos nutria sentimentos de amizade e de respeito, pelas suas formas de estar e pela verticalidade de que sempre deram provas. Nesta minha singela homenagem darei conta da maneira com nos relacionámos e de alguns dados biográficos qu recolhi de um amigo (Abreu dos Santos) do primeiro homenageado e de  um clube (G.D. Estoril Praia) a quem agradeço.

altGENERAL HUGO DOS SANTOS

Conheci o General Hugo dos Santos, quando ele foi eleito Presidente da Federação  Portuguesa de Basquetebol, em 1982 e aí se manteve até 1990. Depois esteve noutras funções ligadas ao Minibasquete (Presidente do Comité Nacional de Minibasquete).

Em 1999 colaborou na organização do Campeonato do Mundo de Juniores, que se realizou em Portugal. Em todos estes anos tive inúmeros contactos pessoais  através de reuniões na federação, noutros locais do País e até em Espanha. Sempre lhe reconheci inúmeras qualidades, de entre as quais destaco a sua integridade, lealdade, delicadeza, generosidade e simplicidade.

A propósito desta última qualidade, recordo dois episódios demonstrativos do que acabo de expressar:

Várias vezes me disse que o tratasse por Hugo (coisa que nunca fui capaz, sempre o tratei por general ou presidente). Isto aconteceu não só comigo mas com outras pessoas com quem privava;

Um outro caso aconteceu durante a realização em Portugal, em 1999, do campeonato do Mundo de Juniores Masculinos. O Gen. Hugo dos Santos, pelo que fez pelo Basquetebol, estaria naturalmente entre as individualidades convidadas para assistir ao grandioso evento que decorreu no Parque das Nações. Ele optou por trabalhar para a organização, concretamente sendo o responsável do transporte dos países participantes. Eu era responsável pelo que se passava na arena do Pavilhão Atlântico e dispúnhamos de um gabinete comum onde privámos e pude mais uma vez verificar a grandeza do Gen. Hugo dos Santos.

  • Eis alguns dados:
  • Nasceu em Oliveira do Hospital em 17.07.1933 (faleceu a 5.10.2010);
  • Entrou para a Escola do Exército em 1952 e tirou Cursos de Infantaria, Transmissões, Criptologia e Programação de Computadores;
  • Foi Instrutor da Academia Militar (Lisboa) e Escola Prática Infantaria (Mafra);
  • 1962 - Era Capitão e esteve em Cabo Verde;
  • 1969 – Promovido a Major;
  • 1971 – Professor da Academia Militar;
  • 1974 – Esteve na preparação do 25 de Abril e  nesse mesmo ano parte para a Guiné e é promovido a Tenente-Coronel;
  • 1975 – Adido Militar na  Embaixada em Bucareste (Roménia);
  • 1976 – Graduado em Brigadeiro vai para Tomar como Comandante;
  • 1978  –  Comanda  a   E.P.I. (Mafra);
  • 1983 – Recebe a Grã-Cruz da Ordem da Liberdade;
  • 1984 – Chefia a Direcção  de Serviços de Transportes do Exército;
  • 1986 – Promovido a General e Comanda a Guarda-fiscal, de onde se demite em 1992;
  • 1993 – Desempenha  funções no Conselho Superior e Disciplinar do exército e chefia a Direcção da Arma de Infantaria;
  • 1995 – Inspector – Geral do Exército.

Outras condecorações: 3 Medalhas (2 de prata e 1 de ouro) de Serviços Distintos; Grau de Cavaleiro da Ordem Militar de Avis; Ordem Tudor Vladimirescu da Roménia.

altEDUARDO BRANCO

O meu conhecimento com o Treinador Eduardo Branco acontece quando este em 1979, numa organização da G.G.D. é responsável Técnico dos Jogos Juvenis Nacionais de Minibasquete, em Castelo Branco, onde estive com 3 equipas de Mini do Alentejo. Posteriormente em 1980, durante o decurso do Torneio Nacional de Iniciados, em Lisboa, relacionámo-nos diariamente e aprofundámos a nossa relação.

Muitos anos mais tarde vem a Évora, com os seus amigos prof. Eduardo Monteiro e Carlos Alemão e orienta um concorrido Campo de Verão de Basquetebol. Antes de apresentar um resumo das suas múltiplas actividades no seio do Basquetebol, gostaria de expressar o que, através dos contactos que com ele mantive, observei sobre o seu carácter.

O Treinador Eduardo Branco, a quem os amigos mais íntimos chamavam carinhosamente “Becas”, era um Homem sério, honesto, leal, competente e trabalhador.

  • Junto um resumo da sua vida desportiva:
  • Praticante de excelência;
  • Treinador reconhecido;
  • Todos os títulos e galardões individuais em Moçambique;
  • Foi jogador internacional por Portugal; Faziam parte dessa Selecção Nacional. Mário Mexia, Mário Albuquerque, Hermínio Barreto, Manuel Campos, Reis Pires, Joaquim Carlos, José Valente, Encarnação, Sérgio Carvalho, Ip Chin Ah e Benjamim Ferro.
  • Treinador Campeão Nacional Universitário pela Associação Académica de Lourenço Marques;
  • 1º Seleccionador Nacional de Moçambique após a independência;
  • Treinou o Oriental, Benfica (Adjunto Prof. Eduardo Monteiro), Ateneu e Estoril Praia;
  • Membro do Comité Nacional de Minibasquete;
  • Implementou um Plano de Desenvolvimento do Basquetebol nos Açores com Diogo Amoroso Lopes e Carlos Alemão;
  • Membro Comissão Executiva dos Jogos Juvenis Europeus, organizados pelo Comité Olímpico de Portugal, em Lisboa.

Sentidas condolências às famílias de ambos.

 

 


 
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária