Faixa publicitária
Localização: HOME LENDAS 100 ANOS BASQUETEBOL A influência dos treinadores

A influência dos treinadores

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
Avaliação: / 18
FracoBom 

Cem Anos Cem NomesSer treinador tem tanto de difícil como de gratificante. Por tudo aquilo que fomos escrevendo ao longo desta iniciativa dos Cem Anos Cem Nomes percebe-se

o papel relevante que os treinadores tem no desenvolvimento da modalidade. Como afirmámos, os dirigentes para desenvolverem os seus projectos tem de se rodear de bons técnicos porque não há boas aprendizagens e boas equipas sem técnicos competentes. Não é, certamente por acaso, que as nomeações dos treinadores foram as mais visitadas (mais visitadas inclusivamente que as nomeações dos jogadores).

Quantos jovens e praticantes, quantos jogadores foram influenciados pelos seus treinadores, e aqui não estamos apenas a falar dos treinadores nomeados, estamos a falar de centenas e milhares de treinadores, muitos deles desconhecidos. O comentário do João Ribeiro é bem elucidativo do que estamos a referir:

“Uma das coisas bonitas e gratificantes desta iniciativa foi o facto de nos levar a recordar pessoas que marcando a história do Basquetebol Português nos influenciaram positivamente no nosso percurso na modalidade.

Assim terei de ir ás Origens e agradecer ao Vitor Sepodes por me ter incutido, no Minibasquete, uma paixão pelo jogo que perdura e perdurará.

Ao Carlos Faria Marques que, embora aprendiz de Treinador na altura (Realizava o Centro de Treino do ISEF), me ensinou e aos meus companheiros os Fundamentos do jogo e o gosto pelo treino e aprendizagem.

E ao José Carlos Miranda que com o seu saber e competência conseguiu proporcionar à equipa senior a que pertenci, sucesso desportivo, fundamentos, confiança e uma enorme valorização como homens. Com José Miranda foi-me possível bem como ao Xavier Silva e Tony Pedro construirmos a nossa identidade como treinadores mantendo viva a mestria e conhecimento prático que nos transmitiu. A todos o meu forte Agradecimento.”

Um treinador não passa pela vida de um jogador sem deixar uma marca. A sua maior responsabilidade é que essa marca seja positiva, como foram para o João Ribeiro as marcas deixadas por Vitor Sepodes, Carlos Faria Marques e José Miranda.

Não será certamente possível quantificar todos os que foram de uma foram ou outra influenciados pelos treinadores eleitos. Eis os seus nomes:

  • Adriano Baganha
  • Alberto Martins
  • Armelindo Bentes
  • Carlos Bio
  • Eliseu Beja
  • Hermínio Barreto
  • Jorge Adelino
  • Jorge Araújo
  • José Curado
  • José Sousa Esteves
  • Luís Magalhães
  • Luis Pina
  • Manuel Campos
  • Mário Barros
  • Mário Gomes
  • Mário Lemos
  • Mário Palma
  • Olímpio Coelho
  • Teotónio Lima

 

Comentários 

 
+8 #6 Humberto Gomes 05-05-2013 14:00
Porque o espaço é benevolente,no regresso a casa,e como estava com pressa para ir treinar - a horas, como é "defeito" nosso ! -, seja-me permitido alinhar com o Mário Gomes, San Payo e João Ribeiro relativamente ao SER PREINADOR personalizado pelo Carlos Teigas: calmo, sereno, a irradiar simpatia e com rigor quanto baste para servir de modelo.De regresso ao "banco", irei agora aplaudir os eleitos como jogadores e todos os que restam.Aquele abraço.
Citar
 
 
+7 #5 João Ribeiro 05-05-2013 10:59
Por justiça e mérito, o meu reconhecimento ao companheiro Carlos Teigas, que entre muitos contributos me ajudou, por exemplo, a melhorar o treino dos Lances-livres através de um artigo seu da revista Treinador.

A todos os treinadores nomeados o meu obrigado pelos ensinamentos que deixaram e ainda deixam.

Parece-me que, mesmo havendo muitos mais treinadores de reconhecida competência não incluídos os nomeados dignificam e muito a grandeza e o contributo do Basquetebol para aquilo que é SER TREINADOR, essencialmente através do seu exemplo. Nesse sentido a listagem final tem uma representação ética que nos deve orgulhar a todos.
Citar
 
 
+6 #4 João Ribeiro 05-05-2013 10:54
Sem dúvida que qualquer iniciativa, mesmo que cientificamente apoiada, realizada para destacar quem quer que fosse da nossa modalidade traria no coração e memória de todos nós a sensação de injustiça pelo facto de não serem incluídas pessoas que nos marcaram positivamente. A extensão desta iniciativa terá a continuidade que quisermos dar, na medida em que, quer seja por comentário, quer num artigo poderemos realçar muito da história mediática e menos mediática do Basquetebol Português.

Mas o maior desafio está lançado à equipa do Planeta Basket: explorar as "Lendas" do Basquetebol Português. Aí meus amigos, há caminho para se construir um espólio de informações, depoimentos e fotografias capaz de encher por completo o Museu do Desporto numa exposição temática de grande nível.
Citar
 
 
+7 #3 Humberto Gomes 05-05-2013 07:14
Nesta louvável iniciativa, demonstrativa do que os agentes do mais completo desporto de equipa são capazes de realizar,; e porque, a uns mais do que outros, as emoções sempre acontecem, mas ,porque ao "coração forte nada é impossível",é meu dever felicitar todos os companheiros eleitos.Com a maioria deles tive a felicidade de contrair uma amizade que tem perdurado ao longo de décadas.E tambem, porque "O programa exige, o TREINADOR indica e o atleta cumpre", vou equipar-me - são horas ! - e daqui do "norte de àfrica" (quantas peripécias..., meu Deus, e vocês recordam-se)´não sem que antes não vos envolva nÁquele abraço.Felicidades a todos e aos que ficaram no "banco" de igual modo.qep45
Citar
 
 
+6 #2 San Payo 04-05-2013 22:24
Corroboro as palavras do Mário Gomes e mesmo que companheiro Carlos Teigas fique zangado as palavras do Mário Gomes continuam a ser justas.

Um abraço para ambos
Citar
 
 
+10 #1 Mário Gomes 04-05-2013 12:12
Obviamente, sinto-me honrado e lisonjeado por ver o meu nome nesta lista, onde figuram tantos nomes maiores do nosso basquetebol.
Por outro lado, calculo, julgo mesmo que sei o difícil que terá sido escolher, portanto peço que não entendam este comentário como uma crítica, mas sim como um acto de justiça e como uma singela homenagem.
Na minha opinião, que vale o que vale, falta nesta lista um nome incontornável, uma verdadeira referência do que é SER TREINADOR: Carlos Teigas!
Carlos, espero que não te zangues comigo... Aquele abraço!
Citar
 
 


 
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária