Faixa publicitária
Localização: HOME LENDAS ACONTECIMENTOS Um professor para a eternidade

Um professor para a eternidade

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
Avaliação: / 20
FracoBom 

prof. José Esteves“Não troco a promoção desportiva duma centena de crianças das nossas escolas primárias por uma medalha de ouro olímpica”.

José Esteves

Um filme que influenciou a minha adolescência foi “Um Homem para a Eternidade” de Fred Zinneman de 1966, que relata a vida de Thomas More, condenado e martirizado por não ceder nos seus princípios. Sempre admirei pessoas de princípios e há uma história que também em jovem, ouvi através do Prof. Mário Lemos, que sempre me marcou, pois revela a estatura moral de alguém com verticalidade e integridade únicas: o prof. José Esteves.

Numa época em que, quem não era pelo regime arriscava a sua segurança, o prof. José Esteves, por serem públicas as suas opções políticas de católico de esquerda, foi vítima de uma denúncia caluniosa, de que utilizaria as suas aulas no INEF para politizar os seus alunos. Esta suspeição foi motivo para que fosse exigido o seu pedido de demissão. Não o aceitou fazer e solicitou de imediato que fosse levantado um processo de averiguações às suas actividade lectivas. Limpa a sua imagem e tendo sido apurada a falsidade das suspeições e provada a sua inocência pediu então a sua demissão dos cargos de professor e de sub-director do INEF. Se admiro o legado da sua obra que tem o seu momento mais marcante na livro "O Desporto e as Estruturas Sociais", ainda maior é a minha admiração pela  sua estatura ética e moral.

Nomeado para a iniciativa dos "100 Anos 100 Nomes" do PB, o prof. José Esteves teve uma forte ligação ao basquetebol e gostaria de conhecer mais a fundo o seu projecto antecessor do minibásquete: o basquetebol simplificado.

Evocar valores e ética é falarmos do Prof. José Esteves talvez o maior vulto da educação física e desporto em Portugal, o que foi reconhecido por Jorge Sampaio, então Presidente da República, quando afirmou: “José Esteves tem a qualidade de nos fazer pensar. As suas perguntas são uma fonte inesgotável de reflexão…. As suas práticas não contradizem nunca as suas teorias.”

Prof José Esteves, um nome que não poderá cair no esquecimento.

 

Comentários 

 
+4 #3 João Ribeiro 25-11-2015 11:49
As nossas referências inspiradoras de exemplos bons vão sucumbindo aos destinos da vida. Contudo, deixam-nos memórias, experiências que, quer em livro quer na prática constituem sementes para que se possa novamente pensar no Desporto como algo muito para além das medalhas, dos títulos e dos heróis desportivos.
Ganhar uma competição, conquistar uma proeza desportiva tem esta espectacular relação temporal de: muito e muito tempo para lá chegar, segundos para festejar. Hoje, dia 25 de Novembro, dia em que se assinala o surgimento da Teoria da Relatividade Geral (Einstein) poderia marcar o inicio de um novo tempo, onde valorizar o processo de crescimento e desenvolvimento desportivo, poderá estar para além do simples ganhar. Ganharemos muito mais certamente.
Que a alma do Professor José Esteves descanse em paz
Citar
 
 
+3 #2 Henrique Santos 24-11-2015 14:59
Caro San Payo, bem haja por evocar este vulto da cultura desportiva e social portuguesa. Se não entendi mal no seu texto diz querer conhecer melhor o "Basquetebol simplificado", criação do professor Esteves. Eu tentei descrever o jogo num texto deste mesmo site cujo link é: http://www.planetabasket.pt/index.php?option=com_content&view=article&id=14069:o-basquetebol-simplificado&catid=140:artigos-de-opiniao&Itemid=357
Abraço.
Citar
 
 
+4 #1 Humberto Gomes 24-11-2015 12:44
Caro San Payo,
Crente de que, quantos colaboram com os seus escritos no Planeta, usam de especial cuidado em não "monopolizar", com comentários, o espaço, quer uns dos outros, quer de quem pretenda "ir a jogo" - que nós tanto acicatamos e apreciamos ! -, desta vez não posso deixar de"ir a jogo", centrando-me no vulto enorme do teu "convidado" de hoje - o prof. José Esteves -.
Apenas para comungar da tua brilhante referência ao mestre "Professor para a Eternidade", e também recordar a frase do então Presidente da República, Jorge Sampaio, a quando da homenagem que lhe prestou : "As suas práticas não contradizem nunca as suas teorias".
Para ficarmos saudavelmente catequizados e comprometidos. Todos !!!
Citar
 
 


 
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária