Faixa publicitária
Localização: HOME LENDAS MEMORIAS Michael Jordan - The Flu Game

Michael Jordan - The Flu Game

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
Avaliação: / 1
FracoBom 
Prestes a ver o seu nome incluído no Hall of Fame, Michael Jordan tem sido uma das personalidades mais referidas na Internet nos últimos dias. Vídeos de um dos melhores jogadores de sempre, homenagens ao jogador que por muitos é apelidado como o G.O.A.T. – Greatest Of All Time, esta tem sido a semana de Michael Jordan, Sua Alteza Real como lhe chamava Carlos Barroca nos jogos transmitidos na RTP2.
 
Juntando-me no tributo ao eterno #23 de Chicago deixo aqui o meu momento preferido de Michael ‘Air’ Jordan. Num jogo que vi em directo, madrugada dentro, vibrei como nunca pelos Bulls de Chicago. Corria o ano de 1997, os Bulls estavam nas Finais contra os Jazz de John Stockton e Karl Malone – tinha sido nomeado como o MVP da Fase Regular. No 5º jogo da Final, realizado em Utah, no ruídoso Delta Center, Michael Jordan carregou às costas a sua equipa, numa vitória decisiva que permitiu aos Bulls ficar a apenas uma vitória do seu segundo título consecutivo.

E porque foi este jogo tão especial para mim? Por ter visto Michael Jordan jogar, depois de uma noite sem dormir, às voltas com um vírus estomacal. A arder em febre, MJ não deixou ficar mal a sua equipa, não abandonou os seus colegas, mostrou a todos o porquê de ser um dos melhores de sempre a jogar este jogo. Quando muitos teriam ficado no hospital a recuperar, Jordan foi para dentro de campo. Lutou contra os Jazz, contra os fervorosos adeptos de Utah, contra a febre que lhe tirava forças, aproveitou cada desconto de tempo para se refrescar com sacos de gelo. Jogou 44 minutos, marcou 38 pontos, conquistou 7 ressaltos, fez 5 assistências. No final, como em tantas outras noites da sua carreira, marcou o cesto decisivo – um triplo a passe de Scottie Pippen que deu a liderança e a vitória no jogo. Marcou, os Bulls venceram, Jordan deixou-se cair nos braços de Pippen que o arrastou até ao banco.

Não foi o jogo em que mais pontos marcou, não foi o jogo em que mais domínio exerceu sobre os seus adversários. Não teve highlights brutais como em tantos outros jogos. Mas este foi, sem qualquer dúvida, o jogo que mais me marcou.

Naquele dia, aprendi com Michael Jordan o significado de superação.
 
Veja aqui o artigo publicado no blog Seis25
 
Arquivo: NBA
 
 
 
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária