Adorei Moçambique
 
Faixa publicitária
Localização: HOME SUB-20 FEMININOS Artigos de opinião Adorei Moçambique

Adorei Moçambique

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
Avaliação: / 10
FracoBom 

Adorei MoçambiqueNo balanço do que foi para mim o ano de 2023 estão os fantásticos dias que passei em Moçambique. Cheguei a Maputo em meados de dezembro para ir passar o Natal com a minha filha, o meu genro e três dos meus sete netos e por lá permaneci até 22 de fevereiro de 2023.

Foram dias fabulosos numa cidade maravilhosa, com uma arquitetura rica, da qual destaco a série de edifícios da autoria do arquitecto Pancho Guedes. Não conheci a cidade de outros tempos, mas atualmente, custou-me ver uma cidade com uma localização tão maravilhosa estar tão suja, desorganizada e que apesar dos muitos edifícios degradados continua a ser uma cidade muito bonita.

Em Moçambique falei com o Edson Charanga, com quem, na minha passagem pela federação tinha tido vários contatos via email, e através dele cheguei ao professor António Azevedo, na esperança de tentar compreender melhor, quer o que era atualmente o minibásquete no país, quer o que ele tinha sido noutros tempos.

Através do professor António Azevedo fiquei a saber que em tempos o prof. Teotónio de Lima tinha produzido muita documentação e doutrina para a organização dos famosos torneios de minibásquete, mas infelizmente muito senão toda essa documentação teria desaparecido.

Contudo sei que, muito desse movimento era de uma enorme espontaneidade e livre da enorme carga administrativa e burocrática, que atualmente pesa sobre a atividade desportiva em geral e o minibásquete em particular. As inscrições nos torneios eram de uma enorme simplicidade, qualquer jovem um pouco mais velho, que os minis, podia apresentar-se como o treinador da sua equipa.

Tudo era de uma enorme informalidade. Apesar disso, nesses torneios nasceram imensos praticantes de enorme qualidade, que vieram alimentar os clubes e seleções nacionais no pós 25 de abril de 1974 e com a sua paixão pela modalidade e entusiasmo contribuíram para a expansão do basquetebol por muitos cantos do país.

Muito gostaria eu que fosse feito um estudo sociológico do que foi o movimento do minibásquete em Moçambique, antes do 25 de Abril de 1974, e posteriormente qual foi o papel das pessoas que regressaram a Portugal, quando o país se tornou independente, na expansão e divulgação da modalidade em cantos do país, onde a modalidade não era conhecida nem praticada.

Se estar em Maputo e visitar um pouco deste encantador país, desde a Ponta de Ouro até à ilha de Moçambique, onde filmei num "play ground" que pertencia ao Sporting Clube de Moçambique este pequeno vídeo, foram, posso dizer, as melhores férias da minha vida, por outro lado o ano de 2023 foi de uma enorme tristeza, pois três grandes figuras do basquetebol nacional oriundas de Moçambique deixaram de estar entre nós. Estou a falar e por ordem de falecimento do Rui Pinheiro, do Henrique Vieira e do Prof. Hermínio Barreto.

Rui Pinheiro, do Henrique Vieira e do Prof. Hermínio Barreto

De todos muito poderia eu contar, mas que desculpe o meu “filho da escola”, fomos da mesma incorporação de fuzileiros, Rui Pinheiro e esse ser humano ímpar que foi o professor Hermínio Barreto. Pela temática que estou a abordar neste artigo vou centrar-me mais no caro amigo Henrique Vieira. O Henrique bebeu, como talvez poucos, o espírito dos torneios de minibásquete em Moçambique. Em longas conversas telefónicas percebi que ele queria dinamizar o minibásquete em zonas mais carenciadas e fora de toda a carga administrativa e burocrática, que o desporto federado impõe. Para o seu projeto pediu a minha colaboração, que lhe teria dado com todo o prazer.

Infelizmente com o seu falecimento não desapareceu apenas Henrique Vieira, morreu o seu projeto e espero que não tenha perecido para sempre o espírito dos torneios de minibásquete de Moçambique. Rui, Henrique e Hermínio descansem em paz, pois para mim estão sempre na minha memória.

 

Comentários 

 
+1 #3 João Ribeiro 10-01-2024 06:40
Sempre que releio algo que traz memórias do que foi o Minibasquete em Moçambique reacendo uma certa nostalgia, mesmo nunca tendo estado lá. Muito porque tive a oportunidade de conviver com inumeras pessoas que sempre que falaram do que eram os torneios de minibasquete me mostraram um brilho nos olhos indescritivel e apaixonante, que trazia ao seu discurso um misto de felicidade e tristeza. Pois também é essa mistura de emoções que me invadem quando constato que algo tão simples de implementar na época é algo tão dificil de reinventar hoje. Tantas pessoas que poderiam ser homenageadas, tantas parcerias que poderiam ser criadas, tantas pessoas que poderiam, até voluntariamente , envolver-se e continua a ser um setor do Basquetebol apenas alimentado por objetivos escritos mas dificilmente implementados. Mesmo assim muito as associados têm feito para que o Minibasquete não seja apena um saco pequeno cheio de boas intenções.
Citar
 
 
+1 #2 Antonio Barata 02-01-2024 19:03
Caro San Payo Araújo , bela homenagem a estes excelentes representantes do nosso basquete , o seu espírito, com a nossa vontade irá perdurar por muitos anos .
Gostaria de corrigir o seu último parágrafo e dizer que o projecto do Henrique, certo que feito à nossa dimensão , está a correr , de momento no Vale da Amoreira/Moita e no Catujal/Amadora numa ligação Juntas de freguesia/Escolas e a Associação HV Street Life Academy . Esperemos que o futuro nos permita levá-lo mais longe como desejado .
Como diria o Henrique
Aquele abraço
Citar
 
 
+1 #1 Pedro Ventura 02-01-2024 17:40
https://www.facebook.com/p/Street-Life-Academy-Basketball-100077976767588/
Citar
 
 


Facebook Fronte Page

Buscas no Planeta Basket

  • Treinadores

  • Lendas

  • Resultados

Sample image Canto do Treinador Exercicios, comentários, artigos, etc...ver artigos...

Sample image Lendas de Basquetebol Quem foram as personagens marcantes da modalidade. ver artigos...

Sample image Resultadoos e Classificações Todos os resultados na hora... Ler mais...

Facebook Side Panel

 
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária